ex-governadora Wilma de Faria e Henrique Alves
ex-governadora Wilma de Faria e Henrique Alves

No PMDB potiguar, o reatamento com o wilmismo parece fato consumado ou, no mínimo, bem encaminhado.

Partido terá cabeça de chapa, com vaga ao Senado sendo espaço reservado à ex-governador Wilma de Faria (PSB).

E a deputada Fátima Bezerra e seu sempre dividido PT?

Tem assento ainda para ela na boleia oposicionista, mas não como candidata a senador.

Fátima topa sair em faixa própria, enfrentando um chapão que pode ter Garibaldi Filho (PMDB) a governador e Wilma ao Senado?

Pouco provável.

A matemática do peemedebismo é simples: Wilma soma mais.

E não se fala mais nisso. Ponto.

Fonte: Carlos Santos