suely e prefeitas

Um grupo de nove mulheres chamou a atenção na Mobilização Permanente. Todas elas envolvidas à bandeira do Município que governam, vieram do Rio Grande do Norte, em comitiva. Carinhosamente, autodenominam-se as “prefeitas poderosas” e acompanharam o encontro do início ao fim.

O pagamento dos professores foi o tema abordado pelo grupo. “Não somos contra o piso, contra a valorização da categoria. Mas nós queremos a compensação. O que deve ser debatido é o recurso, pois os repasses atuais são insuficientes. A Lei de Responsabilidade Fiscal também deve ser
revista, porque estamos gastando quase toda a folha com o professor”, disseram.

O discurso das gestoras é um só, porque elas se reúnem uma vez a cada mês para trocar experiências e fortalecer a gestão e o papel da mulher. “Prefeitas na luta” é o lema adotado por elas.