Manifestantes bloquearam a pista por volta das 6h40 desta quinta-feira (10).
Manifestantes bloquearam a pista por volta das 6h40 desta quinta-feira (10).

Manifestantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) liberaram às 14h30 desta quinta-feira (10), após um acordo com o Incra, o trecho da BR-406 que havia sido interditado no início da manhã no município de João Câmara, na região do Mato Grande potiguar. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o tráfego de veículos já foi normalizado. O bloqueio da rodovia durou quase 8 horas.

O protesto foi marcado por um acidente. O motorista de um Fiesta tentou furar o bloqueio feito pelos manifestantes e atropelou uma criança. De acordo com a Polícia Militar, o motorista teve o carro depredado e quase foi linchado. O caso aconteceu por volta das 8h30. A criança foi levada para o hospital, recebeu atendimento médico e foi liberada.

O episódio revoltou os integrantes do MST, que cercaram o veículo e tentaram linchar o homem, o que só foi impedido após intervenção da Polícia Militar. Ele foi detido e levado para a 10ª Delegacia Regional de Polícia de João Câmara.

Protesto
Segundo o inspetor Roberto Cabral, da PRF, a interdição da BR-406 aconteceu às 6h40 no quilômetro 99 da rodovia. Cerca de 300 manifestantes participaram do protesto. “Uma equipe nossa foi até o local para conversar com os manifestantes. Eles reivindicaram a presença de um representante do Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária), do promotor e juiz da comarca do município, além do prefeito e do secretário de saúde da cidade”, explicou ele.

No último dia 26 de maio, cerca de 300 integrantes do MST também fecharam um trecho da BR-406 no município de Ceará-Mirim.