MP cumpre 12 mandados de busca e apreensão expedidos pelo TJRN (Foto: Blog Ceará-Mirim Livre)
MP cumpre 12 mandados de busca e apreensão expedidos pelo TJRN (Foto: Blog Ceará-Mirim Livre)

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) deflagrou, no início da manhã desta terça-feira (18), uma operação para desarticular uma suposta estrutura criminosa permanente instalada na administração pública do município de Ceará-Mirim, a 28 quilômetros de Natal. Batizada de Operação Baco, a ação está sendo executada através da Procuradoria-Geral de Justiça e o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), com o apoio da Polícia Militar.

Segundo a assessoria de imprensa do MPRN, estão sendo cumpridos 12 mandados de busca e apreensão expedidos pelo Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJRN). As buscas estão sendo realizadas nas sedes das secretarias da prefeitura de Ceará-Mirim, residências de agentes públicos, servidores públicos e particulares.

Já foram confirmadas buscas nas sedes das secretarias de Educação e Tributação, nas casas do prefeito Antônio Peixoto, da secretária de Finanças, de um vereador do município, além de um depósito de bebidas e uma casa lotérica.

De acordo com as primeiras informações, os investigados se associavam para cometer diversos crimes contra a administração pública, beneficiando-se com o desvio de dinheiro público através de esquema criminoso por meio de fraudes à licitação, uso de “laranjas” e contratos fraudulentos simulando o fornecimento de bens ou prestação de serviços.