Trabalhadores em educação caminhando até a Prefeitura (Foto: Assis Silva)
Trabalhadores em educação caminhando até a Prefeitura (Foto: Assis Silva)

Após participarem de uma assembleia na Escola Municipal Alzira Matias, os professores e demais trabalhadores em Educação do município de João Câmara, decidiram se deslocar até a sede da Prefeitura em busca de uma resposta do prefeito ou secretária de Educação sobre o não pagamento do salário de outubro até esta quarta-feira(5).

Os professores não entendem porque do atraso e da municipalidade não ter convocado a categoria para dialogar sobre o problema.

Os educadores saíram em caminhada até a sede da Prefeitura e ficaram aguardando que o prefeito ou algum secretário recebesse a categoria para dar explicações sobre o atraso e quando o pagamento será efetuado.

Trabalhadores em Educação chegam a Prefeitura de João Câmara (Foto: Assis Silva)
Trabalhadores em Educação chegam a Prefeitura de João Câmara (Foto: Assis Silva)

Chegando a prefeitura não encontraram o prefeito. Obtiveram a informações de que o secretário de tributação estava nas dependências do Palácio Torreão e ficaram clamando para serem recebidos por quem de direito.

Os educadores na assembleia decidiram não paralisar as aulas até que tenham uma posição concreta do prefeito sobre o pagamento do salário de outubro.

Trabalhadores em educação dentro da Prefeitura em busca de resposta do chefe do executivo (Foto: Assis Silva)
Trabalhadores em educação dentro da Prefeitura em busca de resposta do chefe do executivo (Foto: Assis Silva)

OUTRO LADO

A Prefeitura de João Câmara sinaliza com o pagamento dos professores, monitores, ASGs da educação e motoristas de transporte escolar(Fundef 40) para esta sexta-feira, 07 de novembro de 2014. O anuncio foi feito depois da manifestação promovida ontem(5) pelos professores e trabalhadores da educação.