O estudo aponta, ainda, que funcionários que tomam muitos medicamentos são propensos a fazer menos sexo
O estudo aponta, ainda, que funcionários que tomam muitos medicamentos são propensos a fazer menos sexo

Transar muito pode te ajudar a pagar as contas no fim do mês. E não, não se trata de prostituição. Segundo um estudo britânico, pessoas que fazem sexo duas ou três vezes por semana ganham 4,5% mais em seus empregos em comparação às pessoas que transam menos vezes.

Os testes ainda apontam que funcionários que vivem à base de medicamentos transam menos. O estudo diz que esse tipo de pessoa é 5,4% menos ativo sexualmente em relação aos demais, o que faz com quem, proporcionalmente, seus rendimentos sejam menores no final do mês.

O estudo foi conduzido por Nick Drydakis, professor de economia da Universidade Anglia Ruskin. Para chegar ao resultado, ele fez uma pesquisa comportamental envolvendo mais de 7,5 mil pessoas.

Realizada na Grécia, a pesquisa ainda apontou que pessoas com diabetes, artrite, câncer e sintomas psiquiátricos também vão menos vezes por semana para a cama com seus parceiros, o que indica novamente ganhos menores.