O Ministério Público da Comarca de João Câmara, resolveu, conforme portaria, instaurar Inquérito Civil com o objetivo de apurar possível ato de improbidade administrativa do Procurador Geral do Município de João Câmara, o Sr. Rafael Cruz da Silva, pelo exercício concomitante e incompatível de dois cargos de Procurador Geral do Município, além de advocacia privada. O Bel. Rafael Cruz da Silva tem prazo de 15 dias para oferecer defesa.