A Ambev confirmou ontem, através de nota, o fechamento de sua fábrica no Rio Grande do Norte. Do total de funcionários que atuam em Natal, 50 foram demitidos, na última segunda-feira. No total, 120 funcionários da Ambev devem ser demitidos, segundo o Sindicato dos Trabalhadores da Indústria de Bebidas no Rio Grande do Norte (Sintibern). A decisão deve impactar outros 15 mil empregos indiretos, segundo a entidade.

Presente na capital potiguar há mais de 20 anos, a companhia assegurou na nota que emitiu à imprensa, que “todos os pontos de venda e consumidores do Estado continuarão a ser atendidos, mas agora com bebidas produzidas em outros Estados”. A empresa justificou a falta da isenção de impostos e aumento do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) para o fechamento da fábrica – a alíquota passou de 25% para 29%, após ser proposto pelo Governo do Estado e aprovado pela Assembleia Legislativa, no final de outubro de 2015.

O presidente do Sintibern, Mairlon Oliveira, afirmou que as demissões estavam previstas para dezembro do ano passado, mas iniciaram ontem, com o anúncio do desligamento de 50 funcionários. “A empresa já chegou a ter mais de 300 funcionários. Desses, 50 foram desligados ontem e mais 70 devem ser demitidos nos próximos dias. Tentamos negociar com o governo a redução de impostos, em 2013, mas infelizmente isso não aconteceu”, lamentou Oliveira.

COMPARTILHE