Governo reabre 12 restaurantes populares fechados após operação do MP

Doze restaurantes populares foram reabertos nesta segunda-feira (18). Sethas diz que tem respaldo jurídico; refeições são fornecidas a R$ 1.

246

Afirmando estar respaldada por uma decisão judicial, a Secretaria de Trabalho, Habitação e Assistência Social do Rio Grande do Norte (Sethas) reabriu nesta segunda-feira (18) doze restaurantes populares dos 22 que haviam sido fechados por orientação do Ministério Público.

Ainda de acordo com a Sethas, já voltaram a fornecer alimentação os restaurantes populares de Natal (Centro Administrativo, Igapó e Alecrim), Mossoró (Centro), Assu (Centro), Caicó, Currais Novos, Macaíba, Pau dos Ferros, Parelhas, São Paulo do Potengi e Parnamirim.

Com relação aos outros 10 – Mossoró (Alto de São Manoel), Assu (Frutilândia), Areia Branca, Macau, João Câmara, Santa Cruz, Canguaretama, Santo Antônio, Apodi e Ceará-Mirim – a Sethas informou que ainda nesta semana contratos de renovação excepcional pelo prazo de três meses, podendo ser renovado por igual período, deverão ser assinados.

O fornecimento de aproximadamente 20 mil refeições ao preço de R$ 1 cada, feito diariamente pelos restaurantes populares mantidos pelo Estado, deixou de ser feito no dia 31 de dezembro do ano passado. A medida, segundo a Sethas, foi necessária em atendimento a uma orientação do MP, que investiga fraudes na licitação dos restaurantes populares do estado. Oito empresários chegaram a ser presos.

FONTEPortal G1
COMPARTILHE