O prazo havia terminado nesta quinta-feira (30).

O ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, anunciou no início da noite desta sexta-feira (01), a prorrogação inédita do prazo para o saque do Abono Salarial, exercício 2015/2016. O pagamento do benefício estará disponível ao trabalhador entre 28 de julho a 31 de agosto para saque nas agências da Caixa Econômica e do Banco do Brasil.

A expectativa do governo é que, ao menos, 300 mil trabalhadores consigam realizar o saque no valor de R$880, um montante de R$264 milhões. O prazo havia terminado nesta quinta-feira (30). O recurso que não foi sacado seria devolvido ao Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT).

Quem tem direito

Têm direito ao abono salarial os trabalhadores que tenham exercido atividade remunerada durante pelo menos 30 dias em 2014 e recebido até dois salários mínimos por mês nesse período. Além disso, é necessário estar cadastrado no PIS/PASEP há pelo menos cinco anos e ter tido seus dados informados corretamente pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS).

Como sacar

PIS – o trabalhador que possuir Cartão Cidadão e senha cadastrada pode sacar o PIS nos terminais de autoatendimento da Caixa, ou em uma Casa Lotérica. Se não tiver o Cartão Cidadão, pode receber o abono em qualquer agência da Caixa mediante apresentação de documento de identificação. Informações podem ser obtidas pelo telefone 0800-726 02 07 da Caixa.

Pasep – quem recebe o Pasep precisa verificar se houve depósito na conta. Caso isso não tenha ocorrido, deve procurar uma agência do Banco do Brasil e apresentar um documento de identificação. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 0800-729 00 01, do Banco do Brasil

Mais informações – a Central de Atendimento Alô Trabalho do Ministério do Trabalho, que atende pelo número 158, também tem informações sobre o PIS/Pasep.

4
COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Comentários estão fechados.